Textos

Nas próximas páginas você encontrará meus textos para sua leitura.
São textos compilados através dos anos, chegando à atualidade.
Dividi em três categorias: Poemas, Contos e Crônicas e Desvarios (onde se encontram minhas frases e pensamentos).
Os textos mais antigos guardam seus aspectos primeiros, ou seja, se falam da atualidade da época ou se retratam um momento específico de minha vida, não foram atualizados.
Achei correto manter o conteúdo original por entender que cada pedaço da vida da gente é importante do seu jeito.
Muitos destes textos já foram publicados em livros meus e algumas antologias de amigos. Para conhecer melhor minhas publicações, visite a seção deste site intitulada Meus Livros.

  • Poemas

    GRETEL

    os pedaços pelo caminho pelos pelos pele carne músculos ossos… nada ouço! os olhos olham não vêem mais nada nem mesmo os pedaços largados pelo caminho… sigo, caminho e para frente…

  • Poemas

    PERDI O MEDO

    os anos passaram. e o que eu era, a matéria eu, o físico mim, todo o inteiro eu de fora aquilo que me afastava de mim mesma e dos outros partiu……

  • Poemas

    LAVAR A ALMA

    Sabão de pedra esfregando na pedra… esfregando na madeira do tanque… na pia cheia… O chuveiro aberto os pingos descendo… um rio de cabeça pra baixo. A máquina ensurdecedora canta (sua…

  • Poemas

    SÓ PALAVRAS

    Há princípios nos fins… eternamente ou nunca. Todo Jamais não manterá sua palavra assim como os Sempre. E os fins, em si mesmo não guardam princípios. Todos são palavras e palavras…

  • Contos e crônicas Desvarios

    NUM MOMENTO IMPRECISO

    Fosse o que fosse eu estaria liberta. Um passo ou dois adiante e bastaria. Mas não, não foi bem assim. Voltei, os arrependimentos voando como raios em pleno céu. Voltei, te…

  • Poemas

    O SUBLIME CHEGAR DO SONO

    Nas horas vãs o sono se acumula deita sobre os olhos cansados enfeita-se de promessas de sonhos até levar o corpo ao leito… Num ímpeto, recuso e me levanto! Falta coragem…

  • Poemas

    PORTAS E PORTAS

    Portas fechadas abertas encostadas derrubadas trancadas… Únicas, múltiplas, giratórias, espalhadas, escondidas… Portas pintadas descascadas enferrujadas novas velhas… Portas com trancas e fechaduras e correntes… Portas jogadas para trás… Portas de casa,…

  • Poemas

    FONTE

    água jorrando intensamente cai e o chão a recebe a terra com sede bebe… a fonte nunca fecha. inverno, todas as estações e o céu apenas observa: de si nem cai…