Livros

Pintura Ingênua

Livro de poemas lançado durante o Salão Internacional do Livro e da Imprensa de Genebra em 2015, na Suíça e posteriormente apresentado em diversos eventos na Europa e no Brasil.

 

Não pense em poemas comuns. Pense na vida. Ela nunca será comum. Assim são os poemas que compõem o livro « Pintura Ingênua », de Jacqueline Aisenman.

 

 

967687046606199

Capa aberta do livro de poemas Pintura Ingênua

 

“…Meu pai não perdia tempo com esboços, sua vida nunca teve rascunho, ele era intenso

viveu uma vida de excessos, bebia cerveja, comia salsichas e esperava a bênção que era

para ele a comida da minha mãe.

Tinha horários, era perdulário, um tirano, um mago, um rebelde, anarquista

e bem no fundo só um menino.

Se obrigava a não ter obrigações e fingia não se importar com os outros e suas tantas línguas

e olhos ferinos e mãos pesadas…

 

(Trecho do poema “Pintura Ingênua” que dá nome ao livro)