Contos e crônicas

Escrever é uma maneira de falar sem ser interrompido.
Jules Renard
Nesta seção você encontrará minhas crônicas e contos.
Não espere uma “divisão” entre os gêneros. A linha tênue que sempre existe entre eles, aqui é ainda mais frágil: costumo brincar, misturar, fazer experiências. E, como na poesia, também não faço rascunhos. É meu jeito de expressão, escrita simples e emocional.

  • Contos e crônicas

    DARK ALICE

    Alice, ela morreu. Num poema que construí há tempos atrás (alguns anos, muitos, nem sei mais), a morte daquele personagem que viveu aventuras no País das Maravilhas, se anunciava em tons…

  • Blog Contos e crônicas

    BACURAU NA GENTE!

    Finalmente aconteceu Bacurau na minha vida. Forte, pleno e rico. Pois é, tem coisas que só a arte pode fazer por nós. Porque muitas vezes não vemos direito, não entendemos direito,…

  • Contos e crônicas Textos

    DA VIOLÊNCIA DA PAIXÃO

    Meu pensamento capturou de ti a imagem. Meu coração, apenas a essência. Agora, preso que estás dentro de mim, me diga: para que liberdade se a paixão acorrenta e amordaça e…

  • Contos e crônicas Textos

    A LUZ

    Fez-se luz. E então percebeu-se pela primeira vez a existência da escuridão. Povoada e plena. Viva e diferente. Em sua exuberância a luz mostrou a imensidade da escuridão. Trouxe com ela…

  • Contos e crônicas Textos

    A CULPA NO PALCO

    Do centro do palco ela olhava o teto, olhos vagos e opacos. Falava de culpa, descrevia em seu monólogo a dor profunda que o punhal representava ali em suas mãos. Não…

  • Contos e crônicas

    FASCÍNIO

    O fascínio dos sonhos nunca é o mesmo ao amanhecer. Quando os olhos se abrem e as imagens fogem para algum lugar lá dentro de nós, ficamos entre o desejo de…

  • Contos e crônicas Desvarios

    (IN)GRATIDÃO

    _ Eu não quero que voltes nunca mais aqui! _ Mas como? Eu preciso… eu… _ Não, não precisa. Ninguém merece. Esta terra não merece. Me promete. Me diz que não…

  • Contos e crônicas

    MANTER A DESORDEM

    Zulmira chegara cedo ao trabalho e já tinha, com toda sua eficiência, realizado praticamente todo o serviço do dia. Olhava sua mesa, organizada como sempre, quando chegou o colega. _ Pelamordedeus!…

  • Contos e crônicas

    DESABROCHAR

    DESABROCHAR POSTADO Ela despiu o corpo e entregou-se ao tempo. Vestia somente a alma, de amor viva. Toda sua juventude começava a florescer sem que nem mesmo se desse conta…Verdes folhas…

  • Contos e crônicas

    PROFUNDAS CLAUSTROFOBIAS

    Não é muito simples tentar identificar emoções. Principalmente quando elas são boas. Geralmente é o caso de se dizer: se tá bom, fica quieto. Mas eu não sou assim. Tá bom…

  • Contos e crônicas

    PONTOS À VISTA

    Eu… eu tenho um ar de mistério. Um poder imperceptível, uma gota de qualquer coisa que não é possível perceber de imediato, pois está sob camadas e camadas de… mais incógnitas.…