Todos os Posts de

Jacqueline Aisenman

Poemas

O RELÓGIO TOCOU

o relógio tocou. na verdade ele foi mais além: despertou! destrancou as portas do tempo e por um instante fui capaz de enxergar lá e cá. seu despertar furioso escancarou-me as orelhas abriu-me os ouvidos e os olhos. e…

Contos e crônicas Desvarios

PENSANDO AQUI SOZINHA

Ando no asfalto. Nas calçadas. Nas ruas de pedra. Nos caminhos de areia. Ando com os pés bem firmes no chão, não ando nas nuvens. E mesmo quando me permito certos voos, eles acontecem somente neles vejo a possibilidade…

Poemas

DOIS CORPOS

dois corpos sendo um segundos eternos paixão incomum dos invernos desnudos calor certa dor… um talho na carne fissura na alma o líquido que invade saliva saliva… saliva e entrega o deleite final.   Imagem by Comfreak…

Contos e crônicas

COISAS DE VELHO

Tem coisas que a gente passa a vida pensando que são coisas de velho… Quando se tem sete, namorar é coisa de gente mais velha, tipo dezesseis anos… Depois, ali pelos dezessete, casar é coisa pra gente mais velha,…

Poemas

Pessoas mudam

pelas circunstâncias conveniências pela ciência das ânsias… mudam as pessoas pela vontade ou pela obrigatoriedade de se manter vivo… os cortes e as feridas da vida… cabeça quente esfriada pelo cansaço dos tombos biombos que escondem os verdadeiros desejos…

Poemas

Cartas

das cartas enviadas (ou engavetadas, rasgadas, torturadas, trituradas, amassadas, queimadas) das cartas recebidas (lidas, guardadas, esquecidas, choradas, lembradas, relidas, perdidas) cartas que não chegam mais!…

Poemas

Doses de Felicidade

aplacar a dor enfrentar o torpor esquecer o rancor… a realidade ou a dose? felicidade ou pose? quando a calma e a alegria chegam a nós não através da natureza, daquele ar de quem quer nada e simplesmente é.…

Poemas

PRESO ENTRE AS LINHAS

ainda preso entre as linhas, o verbo a discutir sem serenidade com o adjetivo (sugestivo) sem piedade tentando reaver a razão para ainda existir acima da felicidade. o verbo está preso! solte o verbo! deixe-o ser! desconstrua o viver!…

Contos e crônicas

CORAGEM

Postei agora há pouco aquela foto. Ninguém notou o que ela realmente significa. Acharam bela, clicaram mais de mil vezes sobre ela mostrando o quanto a amaram. Ou gostaram. Tanto faz. O que importa (ou não!) é que não…

Poemas

ABRAÇAR O IMPOSSÍVEL

abraço o impossível e com ele danço… a dança lenta dos ausentes dos perdidos dos que não sabem coisa alguma das horas vindouras. juntos despedaçamos esperanças desconstruímos possibilidades e desta forma desta única forma mantemos na boca o gosto…