Todos os Posts de

Jacqueline Aisenman

Poemas

GRETEL

os pedaços pelo caminho pelos pelos pele carne músculos ossos… nada ouço! os olhos olham não vêem mais nada nem mesmo os pedaços largados pelo caminho… sigo, caminho e para frente não há mais nada…   os pedaços, como…

Contos e crônicas Desvarios Textos

NA MANHÃ QUE CHEGA…

Na manhã que longe chega meus olhos já estão. Penso estar também, mas creio que na verdade não estou, nunca estive. O corpo se movimenta, anda pela casa, age como se fosse completamente independente de mim mesma, esta essência…

Contos e crônicas Desvarios

ATRÁS OU DIANTE DA PORTA

Atrás ou diante da porta. O que seria, o que será? Pouco importa, continuo ali, parada, esperando que ela se abra e me permita passar. Tenho as mãos atadas sobre a alma, se elas se soltarem talvez mesmo o…

Poemas

PERDI O MEDO

os anos passaram. e o que eu era, a matéria eu, o físico mim, todo o inteiro eu de fora aquilo que me afastava de mim mesma e dos outros partiu… como fumaça, como água no ralo da pia,…

Poemas

LAVAR A ALMA

Sabão de pedra esfregando na pedra… esfregando na madeira do tanque… na pia cheia… O chuveiro aberto os pingos descendo… um rio de cabeça pra baixo. A máquina ensurdecedora canta (sua cacofonia) e ainda assim lava. E as lágrimas,…

Poemas

SÓ PALAVRAS

Há princípios nos fins… eternamente ou nunca. Todo Jamais não manterá sua palavra assim como os Sempre. E os fins, em si mesmo não guardam princípios. Todos são palavras e palavras são cortinas escondendo dos olhos o que somente…

Contos e crônicas Desvarios

NUM MOMENTO IMPRECISO

Fosse o que fosse eu estaria liberta. Um passo ou dois adiante e bastaria. Mas não, não foi bem assim. Voltei, os arrependimentos voando como raios em pleno céu. Voltei, te segurei nos braços e não te deixei morrer.…

Poemas

O SUBLIME CHEGAR DO SONO

Nas horas vãs o sono se acumula deita sobre os olhos cansados enfeita-se de promessas de sonhos até levar o corpo ao leito… Num ímpeto, recuso e me levanto! Falta coragem para abandonar o que tenho a fazer… o…

Poemas

PORTAS E PORTAS

Portas fechadas abertas encostadas derrubadas trancadas… Únicas, múltiplas, giratórias, espalhadas, escondidas… Portas pintadas descascadas enferrujadas novas velhas… Portas com trancas e fechaduras e correntes… Portas jogadas para trás… Portas de casa, dos quartos, de armários, do paraíso, inferno… Porta…

Poemas

FONTE

água jorrando intensamente cai e o chão a recebe a terra com sede bebe… a fonte nunca fecha. inverno, todas as estações e o céu apenas observa: de si nem cai tanta água em si nem há nuvens bastante…