Todos os Posts de

Jacqueline Aisenman

Poemas

PORTAS E PORTAS

Portas fechadas abertas encostadas derrubadas trancadas… Únicas, múltiplas, giratórias, espalhadas, escondidas… Portas pintadas descascadas enferrujadas novas velhas… Portas com trancas e fechaduras e correntes… Portas jogadas para trás… Portas de casa, dos quartos, de armários, do paraíso, inferno… Porta…

Poemas

FONTE

água jorrando intensamente cai e o chão a recebe a terra com sede bebe… a fonte nunca fecha. inverno, todas as estações e o céu apenas observa: de si nem cai tanta água em si nem há nuvens bastante…

Contos e crônicas

COISAS AZUIS

Olhando para o céu, percebi o inverno chegando. As nuvens tinham um não sei quê que me confessavam a chegada do frio e o próprio azul infinito era bastante diferente dos outros azuis que em geral definem as nuances…

Poemas

INCONSTÂNCIA

não quero pisar firme não quero terra firme sob os meus pés cansados… quero a areia molhada das ondas do mar calmo esperando o vento para dançar… não quero a segurança de um abrigo sob a terra não quero…

Contos e crônicas

DA JANELA, OS RUÍDOS…

Abro as janelas novamente para ouvir a rua. Dela me chega a vida de todo dia e, como sou muito urbana, gosto, gosto muito de me deixar ir e acompanhar pelo vai e vem das pessoas e coisas e…

Poemas

ENCONTROS

Busco-me e, sinceramente, não me encontro mais. Tento resgatar aquela que sempre imaginei feliz um dia. Mas não encontro mais. A que tinha sonhos brancos e palavras azuis. Que tinha sorrisos abertos, pernas fortes e mãos frágeis. Só não…

Poemas

FACA CURVA

entrou e ficou. mas antes de parar, mexeu. contorcionou-se como um ser cheio de dor. causou dor, quase a morte. no fim das contas, matou mesmo. a faca fez suar, o suor escorrendo da face enquanto do corpo escorria…

Poemas

O QUE NÃO SE DIZ…

Coisas que não se diz são como as cores que estão todas lá, todas esperando uma ao lado da outra para se misturarem e enfim poder dizer alguma coisa… Cada palavra um som cada cor uma palavra cada desenho…

Poemas

VOLTA

por um instante sem paz por um sinal de vida por uma voz na cabeça… qualquer coisa para me tirar do silêncio me jogar na selva das músicas do barulho das ruas do tempo perdido onde jamais era apenas…

Poemas

VEJO…

Vejo e finjo não ver as cruezas não foram feitas para mim para o coração que tenho e que ainda bate por outros também. Vejo e faço de conta que o que vejo é outra coisa. porque se for…