Textos

Nas próximas páginas você encontrará meus textos para sua leitura.
São textos compilados através dos anos, chegando à atualidade.
Dividi em três categorias: Poemas, Contos e Crônicas e Desvarios (onde se encontram minhas frases e pensamentos).
Os textos mais antigos guardam seus aspectos primeiros, ou seja, se falam da atualidade da época ou se retratam um momento específico de minha vida, não foram atualizados.
Achei correto manter o conteúdo original por entender que cada pedaço da vida da gente é importante do seu jeito.
Muitos destes textos já foram publicados em livros meus e algumas antologias de amigos. Para conhecer melhor minhas publicações, visite a seção deste site intitulada Meus Livros.

  • Desvarios

    PALAVRAS AO LÉU

    A água lentamente vai enchendo o copo. Levanto-o e bebo tudo. Pego a garrafa e coloco um pouco mais. Preciso de água pura para limpar de mim a vontade das palavras…

  • Poemas

    ACEITAÇÃO

    não me julgue não me condene não fale de mim…   não me tolere não me subestime não finja gostar de mim…   mas respeite as minhas cores aceite minhas decisões…

  • Poemas

    MENINA MÁ

    Menina má: seus olhos estão além! Vou ressuscitar todos os mortos, vou soltá-los todos e ver no que dá. Menina má: seus lábios não se fecham! Quero ver quando os de…

  • Desvarios

    PROMESSAS DE ANO NOVO

    Páginas em branco, ponteiros de relógio e promessas aos céus. Assim entramos na agenda de mais um ano e, tantas vezes, ainda na metade do primeiro mês já deixamos para trás…

  • Poemas

    VASO VAZIO

    Vaso vazio. Água longe. A flor no chão.   A paixão desmanchou-se nos dias e não sobreviveu às saudades murchas… Photo by Sasha&Dasha Bakani on Unsplash…

  • Desvarios

    A VISÃO CONTURBADA

    Os olhos veem tudo e suplicam aos lábios: não se abram, por favor, não falem! O coração dispara então, o cérebro fica tonto. Como não falar? Como simplesmente calar diante de…

  • Desvarios

    BOLAS DE SABÃO

    Crio pensamentos como bolas de sabão e eles voam livres. Brilham silenciosamente sob o céu infinito de minha mente, misturam-se e docilmente deixam de existir. Quero em algumas vezes lembrar deles,…

  • Desvarios

    A ESPERA

    A espera se colore do sentimento que nos levou até ela. Grita ou silencia; acalma ou maltrata. A espera é um ser vivo que pode matar. Dentro dela somos pequenos, acanhados,…

  • Poemas

    ABAIXO DO HORIZONTE

    olho e procuro. quero ver o horizonte, a linha que, simbolicamente, separa o chão do céu… olho, procuro e não acho. talvez sejam meus olhos cegados pela poluição das ruas e…

  • Poemas

    PRESA

    presa ao que criei para sobreviver, me mantenho… presas afiadas mais afiadas que as unhas. encolhida num sono quase perpétuo me mantenho… colhida em flor flor ingênua e nua de intenções……