Blog

Marielle e as mulheres brasileiras que não fogem à luta

8 DE MARÇO – DIA DE COMEMORAR E, PRINCIPALMENTE, DIA DE RELEMBRAR A LUTA FEMINISTA

A foto que abre este texto traz Zuzu Angel e uma frase sua que, em sua aparência, é superficial. Mas não é. Leia de novo. E lembre, antes de tudo, que quem a pronunciou foi uma mãe que passou mais da metade de sua vida procurando respostas para o desaparecimento de seu filho durante a ditadura. Zuzu Angel morreu e nunca obteve resposta. Nunca teve ao menos o corpo do filho de volta. Também nunca deixou de questionar.

E neste momento onde os saudosos da velha ditadura desejam o seu retorno, é preciso lembrar das Dilmas Roussefs que foram presas e torturadas pelos homens ditadores, os militares brasileiros que nunca hesitaram nem mesmo a torturar mães diante dos próprios filhos.

A luta é constante. Muitas vezes ingrata. Vozes que são abafadas, diminuídas e até caladas – à força. Chamam as feministas de feias e mal amadas porque não se contentam em abaixar a cabeça, se erguem, sobem o tom e defendem a si e às outras mulheres. Feia é a realidade das mulheres. E sim, as mulheres são mal amadas pela sociedade, que as trata como sub-tudo e não as valoriza.

Mulher, você trabalha fora? Agradeça às feministas. Vota? Agradeça também. Pode (tentar) se defender da violência masculina? Abrace as feministas por isto. Tem voz no jornalismo e na literatura? Encante-se com as feministas!

Feministas são todas as mulheres que conhecem os seus lugares: política, literatura, ativismo, profissões liberais, funcionalismo, o cuidado do lar e dos filhos, a cultura, a presidência de um partido ou de um País.

Feminista. Termo que acolhe todxs que desejam ser mulher e lutar para que ser uma mulher não seja sinônimo de submissão e desigualdade.

Você pode gostar também de

1 Comentário

  • responder
    Jeferson Barbosa da Silva
    8 de março de 2020 em 15 h 38 min

    Parabéns!
    Por ser o Dia da Mulher.
    Por este post lindo e porreta.
    Por confirmar que Jacqueline continua, firme, na luta.
    Garoeiro

  • deixe uma resposta