Poemas

NÃO MUDAR

Minha ousadia está em permanecer
exatamente igual a mim mesma…
Sem brigas com o tempo
Sem dois pesos
ou qualquer medida…
Não mudo, me reservo, me resguardo
sem previsão alguma
de mudança…
Nuvem alguma no horizonte.
Sou aquela eu de ontem
e a de hoje
e a de amanhã será…
sou eu, sem mudanças radicais ou ímpetos
ou ambições sinônimos
irracionais.


Poema já publicado em livro (com pequenas alterações)

Photo by Cristian Newman on Unsplash

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta