Poemas

LIBRE ARBÍTRIO

Ando arisca

de mim não sai

nem um risco.

Não me arrisco.

Me confino ao conforto do simplesmente não estar.

Não seguir.

Não adivinhar para não me comprometer.

A vida avisa:

ela anda mais rápido

do que qualquer sonho nosso!

Seu tempo perdido e o meu tempo perdido,

juntos, carregam mais solidão

do que um coração

fechado

para o balanço 

das águas

que caem

e se espalham

pelo chão.

É minha escolha

não me expor

não expor mais

não por mais

de mim

nestas linhas

que caem

e se espalham

infinitas na tela

de um computador 

ao som de Bach.

Poema de 2013

Photo by Aron Visuals on Unsplash

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.