Contos e crônicas

DESABROCHAR

DESABROCHAR POSTADO

Ela despiu o corpo e entregou-se ao tempo. Vestia somente a alma, de amor viva. Toda sua juventude começava a florescer sem que nem mesmo se desse conta…
Verdes folhas nos olhos… Rosas vermelhas nos lábios… As pétalas doces do campo sobre as faces…
Ele alcançou-a com os olhos e abrigou o olhar em suas mãos:
eram pequenas e ele podia imaginar que o sabor era doce. Toda sua eternidade começava a cansar e nem mesmo todas as possibilidades mudavam algo. Hesitava tocá-la, sentia medo de que o peso dos seus anos a transformasse ali, agora.
Ela sentiu o receio. Sorriu. Deu então dois passos na direção do tempo e o abraçou… –
_ Faço parte de ti, disse ela!
E sem mais uma palavra, Primavera começou a caminhar ao lado do Tempo!

Photo by andrew welch on Unsplash

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.