Contos e crônicas

PONTOS À VISTA

Eu… eu tenho um ar de mistério. Um poder imperceptível, uma gota de qualquer coisa que não é possível perceber de imediato, pois está sob camadas e camadas de… mais incógnitas.


Eu… eu tenho um amor infinito. Sou capaz de viver morta e, morta, permanecer viva pelo simples desejo de amar de novo o mesmo e o mesmo amor.

Eu… eu tenho em mim formas de sedução que me assustam mais a mim mesma do que qualquer outro ser… assustam e perturbam tanto que ele quer correr, se esconder.

Eu… eu já fui capaz de amar através dos tempos e dos séculos, contra tudo e todos os tempos, não exigindo, não pedindo, mas secretamente questionando.

Eu… eu sou intensa, eu vibro mesmo se eu não estou em cena. Meus olhos, incomuns, fortes, trazem um olhar doce, apaixonado.

Eu… eu sou capaz de esperar, mas esperar lutando, mesmo lentamente, de maneira quase invisível. Lutar por emoções e considerá-las vitórias.

Eu… eu tenho uma força além do comum, assim como a força para viver. Eu tenho fome de viver. E as emoções me fortalecem mesmo quando me abandono.

Eu… eu durmo na minha terra, eu vivo na noite e os óculos escuros não escondem jamais o olhar penetrante.

Eu… eu tenho palavras fortes a dizer.

Ele… ele tem um ar de mistério. Um poder imperceptível, uma gota de qualquer coisa que não é possível perceber de imediato, pois está sob camadas e camadas de… mais incógnitas.

Ele… ele tem um amor infinito. É capaz de viver morto e, morto, permanecer vivo pelo simples desejo de amar de novo o mesmo e o mesmo amor.

Ele… ele tem em si formas de sedução que assustam mais a ele mesmo do que a qualquer outro ser… assustam e perturbam tanto que ele quer correr, se esconder.

Ele… ele já é capaz de amar através dos tempos e dos séculos, contra tudo e todos os tempos, não exigindo, não pedindo, mas secretamente questionando.

Ele… ele é intenso, ele vibra mesmo se ele não está em cena. Seus olhos, incomuns, fortes, trazem um olhar doce, apaixonado.

Ele… ele é capaz de esperar, mas esperar lutando, mesmo lentamente, de maneira quase invisível. Lutar por emoções e considerá-las vitórias.

Ele… ele tem uma força além do comum, assim como a força para viver. Ele tem fome de viver. E as emoções lhe fortalecem mesmo quando lhe abandonam.

Ele… ele dorme na sua terra, ele vive na noite e os óculos escuros não escondem jamais seu olhar penetrante.

Photo by Jake Davies on Unsplash

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.