Desvarios

CANTO DE PAZ

Meu canto de paz soa forte. É o coração que entoa este hino esquecido de alegria e plenitude. Fazia tempo… tanto tempo… e de repente, em meio ao meu silêncio costumeiro, a melodia suave substitui a dor. As ondas cantam. Os passarinhos cantam. O mato sob o vento, canta… E eu sorrio. Sorrio lá de dentro, de uma parte de mim que eu nem reconheci, mas senti o quanto precisava vir à tona. Estou bem..

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.