Desvarios

PIMENTAS

Poderia ser um pouco de açúcar e então ser doce, algo macio para a tarde… Poderia ser mais sal, o despertar do dia, vibração de mar… E no entanto és pimenta, vermelha, forte, ardida, de apertar a garganta e afogar; de correr água da boca, do nariz, dos olhos, de fazer suar. E porque és o que és nem sei mais o que fui. Sei o que sou. O que somos, que juntos somamos, temperamos, alcançamos tempos e temperaturas de arder e de perder a alma. 

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.