Desvarios

BOLAS DE SABÃO

Crio pensamentos como bolas de sabão e eles voam livres. Brilham silenciosamente sob o céu infinito de minha mente, misturam-se e docilmente deixam de existir. Quero em algumas vezes lembrar deles, do que me levou até eles, mas nem sempre é possível. Aí sigo ou simplesmente adormeço, permitindo-me um vazio breve que abrigará mais tarde os outros pensamentos que virão. E eles se tornarão palavras. Ou letras. Ou voltarão a voar, bolas de sabão, pelos céus azuis dos silêncios e dos sonhos.

 

Imagem: https://unsplash.com/@markusspiske

 

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta