Poemas

não quero e não vou
me desculpar
pela dor
que me invade
come
transpira através dos meus poros e me violenta.
não me desculpo
porque não sou
a vítima
deste ódio/amor…
de algum jeito cheguei aqui
pelos infortúnios
pelo tempo
ou descuidos…
e enquanto a dor me arranca,
não suspiros de gozo,
mas profundos respirares
de agonia…
enquanto isto
passa
o
dia.

Imagem by Ryan McGuire

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta