Poemas

PRESO ENTRE AS LINHAS

ainda preso entre as linhas, o verbo a discutir

sem serenidade

com o adjetivo (sugestivo)

sem piedade

tentando reaver a razão para ainda existir

acima da felicidade.

o verbo está preso!

solte o verbo!

deixe-o ser!

desconstrua o viver!

adjetivos são rótulos!

liberte o verbo!

faça ausente os sentidos

corra o risco

de nada mais entender…

de nada mais explicar…

entre as linhas ficam sempre

as dúvidas, os medos, as confusões, os enganos, as lacunas, as abstinências e os vícios.

 

Imagem by Michael Gaida

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta