Poemas

NÃO DORMIR

nas horas vãs o sono se acumula

deita sobre os olhos cansados

enfeita-se de promessas de sonhos

até levar o corpo ao leito…

num ímpeto recuso e me levanto.

falta coragem

há tempos

a estiagem

tomou conta de mim…

mesmo se as lágrimas lavam meu rosto dia e noite

e afogam com elas os soluços e as dores

ainda assim quase afogo o corpo em outras águas…

falta o sono, o sono falta e a falta de sono

me tira todo o sério… fragiliza…

espanta toda sanidade…

me tira a vontade

de tentar

de tentar

de voltar

a dormir.

 

Imagem by Qimono

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta