Poemas

MANHÃ TÍPICA

café deslizando pela garganta
cai no estômago
despreparado e se espalha.
café fumegando na xícara
cai pela mesa
cheia de objetos e se espalha.
se o estômago dói
a mesa fica perfumada
ela, cada papel, cada pedaço
de cada coisa
tudo agora
tem cheiro de café…
acordei.
acordei a casa inteira
ai que besteira!
o café era meu
e a mesa
bebeu.

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta