Poemas

FUGA

Fogem as letras dos cadernos e dos livros

fogem as palavras dos lábios

foge a caneta das mãos…

Numa fuga sutil

crime imperfeito

do silêncio…

fica

a

impressão

de algo que não se define:

sabor…

pele..

cheiro…

Tanto a ser dito!

Ah…

os imprevistos!

 

Imagem by Goldiloxx876

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta