Poemas

A FACE ESQUECIDA

O amanhã possui uma face esquecida:

aquela não desejada

e que jamais se mostra por inteiro.

É o semblante da não existência

da impermanência

da esperança

e de um futuro suspenso

no presente.

A face não se mostra, ela é sofrida…

de lágrimas molhada…

da ferida de um punhal ligeiro…

ferida

até as últimas consequências

relebranças de cada vivência

desde a criança

até o peso imenso

do adulto penitente…

Negro véu sobre a face dolorida

a morte faz sua chamada:

arranca do cativeiro

a alma em sua doce essência

que nenhuma das ciências

em que o homem avança

lhe poderia dar o alento

da universal vertente…

 

Imagem by Laura Makabrescku (Thank you!)

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta