Contos e crônicas

EU TAMBÉM ESTIVE LÁ

Uma das coisas que faço com maior prazer é ouvir músicas. Coloco um disco para rodar, não importa o suporte, e viajo. Em casa, na rua, no trabalho. Na cama, arrumando o armário, no computador… Carnaval e pingos de chuva. Movimentos de AC/DC e de Madredeus. Balanços de Ana Carolina e Diane Reeves. Descanso infindo ao som de Bach ou voos transcendentais ao som de Pink Floyd. Sublimando o evidente daquilo que ultrapassa os ouvidos e se embrenha coração à dentro.

Passo horas da minha vida assim compondo trilhas sonoras para diferentes momentos. Autores e intérpretes variados tanto quanto as línguas e os ritmos. Uma delícia. Cada uma me conta uma história. Com algumas me identifico, nossa!, nem dá para explicar, parece que eu mesma escrevi ou compus. Outras músicas despertam lembranças espontâneas, distantes, daquelas amontoadas lá no fundinho da minha cabeça.

Percebi que muita gente gosta de ficar descobrindo músicas para compor a trilha sonora da própria vida. Tentei fazer uma para mim também. E foi aí que descobri que já tive tantas vidas nesta mesma vida que eu iria acabar tendo mais trilhas sonoras do que os canais de televisão e suas programações. Teria uma para cada um dos infinitos e diferentes momentos. Para a entrada e partida das pessoas na minha vida… Para minhas mudanças de humor (que não acabam nunca!); para minhas viagens (astrais, reais, irreais…); para as histórias de amor (dos que realmente foram, os que quase foram, os que poderiam ter sido…); para os sonhos criados, para os sonhos perdidos, enfim… uma infinidade!

Assim, exatamente como neste momento estou aqui escrevendo e já ouvi Beto Guedes, Gilberto Gil, Fagner, Baden Powell, Chico, Tom, Ivan Lins… E continuando a escrever continuarei a ouvir as músicas e elas farão as curvas e se tornarão mais lentas, mais agitadas, mais introvertidas ou se transformarão em carnaval.

Porque eis o que sou, eis onde estive e eis onde vou. Este mundo de sons, eu conheço bem. Eu também estive lá.

 

Texto de 13.11.2006 (com algum acréscimo em 10.09.2016)

 

Imagem by KaboomPics

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta