Poemas

TRANSPARÊNCIAS

Como uma renda fina, sobre a pele apenas o desejo…

entre olhares e toques, arrepios de frio sob o calor…

Viagens interestelares, pulsos irregulares, lampejos…

voltas, reviravoltas, reviver brutalmente após longo torpor…

 

Não há sol que brilhe mais do que os olhos apaixonados

estrelas nunca refletirão tão bem tamanha fulgurância!

Quem nunca sentiu desconhece o abandono dos enamorados…

Quem já viveu bem sabe que até o mundo perde a importância…

 

O corpo inteiro é uma fala só, um forte e intenso grito

solto, ecoando, vibrando, vencendo os medos e os impropérios…

dos conceitos entulhados na mente que o chamam de maldito!

 

Não se pensa em crenças, não se quer ter alma e o infinito

é tão somente o segundo a ser vivido sem nenhum mistério…

Intensamente, completamente… ser da paixão um súdito!

 

Imaginação solta, a vida envolta em nuvens de grande fervor

perfuma os dias e as noites com marcante fragrância!

 

Imagem by Justine FG

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta