Poemas

ROTINA E CONVENIÊNCIA

sair da conveniente rotina

sair pela porta sem direção

sair de si em descomedimento

sair pelos poros, suor e sangue

sair das linhas reguladas

sair das regras estabelecidas…

entrar no sentido que desatina

entrar pelas frestas do coração

entrar nos vãos como o vento

entrar pelo corpo já exangue

entrar nas respostas especuladas

entrar nas mentes recolhidas…

 

no entra e sai, descobrir aspectos das questões abertas

aquelas que denunciam a necessidade de saber…

 

o ir e vir permite conhecer as vias principais e as incertas

todas elas que compõem de fato o que sigo a viver…

 

Imagem by Kaila Pinto

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta