Contos e crônicas

PODERIA SER UMA NOVELA …

GLOBO, MAS É SOMENTE MAIS UM DIA NO MEU PAÍS…

Ok. Vamos lá. Eu não ia escrever a este respeito. Queria mesmo era ficar calada, deixar tudo acontecer e ficar só observando. Mas falta de outro assunto, afinal este tomou toda a atenção mundial, vou ter que falar.

Então queriam tirar o tal partido do poder. Por todas as razões que lhes cabiam e achavam que tinham, por conta de toda a intolerância tão característica por tudo o que foi realizado nos últimos anos principalmente nas questões sociais. E fizeram tanto que conseguiram. Se organizaram e foram o maior apoio físico e moral que alguém já deu a corruptos comprovados. Sim, comprovados. Porque até agora ninguém (e repito: ninguém!) provou coisa nenhuma contra o ex-presidente ou sua sucessora. Foram ambos escorraçados como se estivessem com uma doença contagiosa durante meses e meses seguidos. Fiquei observando o movimento. Vendo passar a carruagem.

E eis que tudo deu certo ontem quando, finalmente, mandaram a presidenta embora. Com direito a muitos tchaus querida e outros desrespeitos que me fizeram ver o quanto eu tinha no meu círculo de amizades gente deselegante que tratou a senhora presidenta de cada coisa que eu, na minha insignificância, fiquei chocada. Um dó. A mulher, forte que só, saiu pela mesma porta que entrou: pela porta da frente. E do mesmo jeito que entrou: apoiada pelo ex-presidente e nos braços de um povo que tinha lhe permitido ser legitimamente eleita para o cargo que ocupou até ontem. Bem ao contrário do que temos agora neste exato instante.

Lembro assim, vagamente (isto é uma ironia sim), de ter ouvido (lido) uma fofocada interminável sobre quando o cara foi indicado para ministro. Apesar de não ter gostado da ideia, fiquei calada, mesmo porque não entendo tanto assim de política que possa me aventurar a largar achismos para todo canto, coisa que é super normal pela rede, todo mundo virou juiz com doutorado. Mas sou uma pessoa que se informa de todos os lados, isto eu sou. E sou antenada. Acompanhei toda a festa das panelas dos inconformados. Dê-lhe barulho. Dona presidenta falava, as panelas lhe faziam o back vocal. E assim continuou…. Os músicos e as músicas das panelas carregando a bateria dos corruptos para que pudessem arquitetar mais calmamente o grande plano.

Panelas na sacada dos belos apartamentos e nas belas casas à parte, também se vestiram de verde e amarelo e foram às ruas (tendo até um grande pato amarelo doado pelos caras da fiesp para combinar com as roupas) gritar contra a corrupção. Ops…. Foram lá gritar contra o partido dos trabalhadores. E só. Porque contra a corrupção não me pareceu que fosse não. Tinha cada peça rara nas ruas de verde e amarelo. Tinha chefe de extrema direita, grandes racistas, corruptos renomados e de carreira…. Enfim… estava ficando cada vez mais esquisito.

Tanto fizeram, tanto falaram, tanto encheram o saco, que conseguiram criar um enorme problema que já não cabia mais em simples panelas e nem nas ruas verde e amarelas. Felizmente (esta é outra ironia) que jornais e televisão estavam atentos, sempre dando o tom, colaborando ativamente para levantar a moral da parte do povo das panelas, torcedora inveterada dos juízes, deputados e senadores já bem adiantados com suas maquiavelices prontas. Aliás, vamos lembrar aqui o grande e inesquecível papel da rede globo de televisão, esta articuladora de crises e mentora de marionetes que, grande devedora da união, resolveu saldar a sua dívida golpeando friamente a democracia através da população tão sua amiga.

E aí aconteceu de fato. Tiraram a presidenta. Não conseguiram (ainda) prender o ex-presidente, mesmo porque não acharam provas (provas de verdade, daquelas que podem ser apresentadas num tribunal honesto). Mas levaram uma mulher honrada a sair do seu cargo legítimo como se fosse uma ladra, coisa que ela nunca foi. Substituíram-na alegremente pelo vice, um cara com o maior jeito de vampiro (até mais que o ex-candidato à presidência que nunca ganhou). E vibraram, festejaram; alguns até estão ainda comemorando. Outros estão somente silenciosos para deixá-lo cumprir o dever que lhe cabe como novo presidente (que praticamente ninguém no mundo reconhece como tal).

Mas… como a vida é muito, muito boa e certa, o sujeito não esperou nem 24 horas e já fez de tudo para provar aos seus amados súditos que agora que ele conseguiu o poder, lá no poder ele fará o que bem entende. Ou o que bem entendem os seus comparsas.

O tal vice que virou interino bateu o recorde dos recordes e tascou no governo mais de vinte ministros (todos moçoilos e todos com uma experiência fantástica em assuntos que vão contra os direitos populares) e, cereja do bolo, vários deles com processos nas costas, alguns mesmo, vários, sendo investigados pelo próprio juiz que queria tanto o couro do ex-presidente. Ah, o juiz agora pede calma. Calma? Ele pede paz. Paz? Logo ele que inflamou o país e colocou todo mundo contra todo mundo?

Volto ao dia de hoje. Não sei de ninguém gritando nas ruas vestido de verde e amarelo e também não soube de ninguém batendo panelas para defender o país dos ministros que o vice colocou lá e que são mais sujos que chiqueiro abandonado. Pois é. Eram contra a corrupção. Vibraram pelos deputados na hora da votação. Um bando de deputados comprovadamente corruptos e ladrões, como o deputado presidente deles até então, que até aqui onde moro ele tem dinheiro. Roubado. Depois ficaram na torcida pelos desonestos do senado, para que realizassem o sonho de ver a presidenta partir. Deram total apoio aos, novamente, corruptos comprovados, agora do senado.

Fizeram tudo isto e agora querem que se fique calado para deixar o tal interino realizar um milagre salvador da pátria. Ah, esqueci de dizer que o bandido… digo, bendito interino também é um dos investigados por crime federal. E agora querem que o pessoal que lutou para que tudo isto não acontecesse se cale e vá dormir.

Sim, vocês estão certos. Eles não irão para as ruas novamente para defender o país. Sim, vocês estão certos, eles não baterão mais panelas. Já conseguiram o objetivo, tiraram a dama de lá do planalto. Agora, vão ligar a Globo e assistir novela e jornal. Que ninguém é de ferro.

Tenha bons sonhos Brasil, com um pessoal deste lutando por ti, quem é que quer inimigo? Eu é que não…

 

E SIM, DERAM UM GOLPE DE ESTADO NO BRASIL!!!

 

Imagem by kaboompics

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta