Blog

CONVITE PARA LEITURA: REVISTA NOVA!

São quatro as estações que se dividem durante o ano e cada uma, em sua grande beleza e peculiaridade, conquista a preferência de alguém.

Vivemos as mudanças climáticas não somente através da observação das paisagens, mas, muitas e intensas vezes, dentro de nossos corações. Somos inverno quando estamos tristes e ficamos introspectivos; esperançosos e vivazes com a primavera; alegres e quentes como o verão; melancólicos como o outono.

Foi pensando na beleza das estações do ano e naquilo que elas representam para nós, que resolvemos dedicar esta edição de maio a estes períodos que fazem ressurgir nos indivíduos e na coletividade os humores que, assim como mudam tudo ao redor de nós, mudam também o que ocorre dentro de nós.

Estamos na primavera aqui no hemisfério norte e este é um momento de grande alegria vivenciado por todos, já que normalmente o inverno é longo, o frio é intenso e as paisagens acinzentadas costumam deixar as pessoas mais fechadas do que o normal. A primavera, ao nos mostrar o verde renascendo nas árvores, parques e jardins, mostra também o colorido inigualável das flores que surgem em todos os cantos em suas mais variadas formas. Viver a primavera é uma espécie de ressurgimento do ser, de retorno à tona depois de um longo mergulho no frio e na introspectividade.

Nesta edição trazemos textos de muitos autores que falaram da significância de cada uma das estações, mas percebemos que, justamente, é a primavera a estação mais citada. Alguns poucos escreveram sobre o verão e o inverno, vários trouxeram o outono como tema, mas a grande maioria teceu odes à primavera!

Outro ponto de destaque nos textos, a inevitável comparação das quatro estações do ano com as etapas da vida do ser humano, do princípio da vida ao seu declínio. Com estilos diferentes, os autores redigiram versos e prosas mostrando as fases que vivemos ao longo da existência.

Gostaria de falar aqui da grande alegria que é receber os textos dos que escrevem conosco. Temos escritores que colaboram com a revista há anos, praticamente desde o início da mesma e que, com a regularidade que permite a vida, marcam presença em nossas edições. Este é um presente que não tem preço, pois a assiduidade destes colaboradores é algo que só faz com que agradeçamos dia após dia a união que temos através da literatura. Da mesma forma, temos com frequência os novos autores que vão chegando e enviando seus textos para publicação. Muitos deles, escrevendo pela primeira vez em um caderno literário, mostram alguma timidez, receios quanto à divulgação e direitos autorais. Por este motivo, trazemos novamente nesta edição as explicações sobre como funciona o Varal do Brasil, assim como as perguntas realizadas mais frequentemente.

Embora tenhamos comunicado com antecedência, várias pessoas parecem não ter recebido a informação de que não estaremos presentes este ano no Salão do Livro de Genebra. Por decisão de nossa equipe, foi afastada a possibilidade de participação do Varal do Brasil em 2016 e será avaliada durante o ano em curso a viabilidade de futuras participações. No dia 30 de abril realizaremos um encontro informal em Genebra, onde trocaremos ideias com escritores e leitores. O encontro será no Café Pessoa, restaurante literário português. Na mesma ocasião, o Varal do Brasil fará doação de livros aos presentes, sendo estes livros de literatura brasileira em Português oriundos do estoque próprio do Varal.

Em março o Varal do Brasil fez uma significativa doação de títulos de literatura brasileira em Língua Portuguesa ao Consulado-Geral do Brasil em Genebra com o intuito de formar naquele local, por iniciativa da Embaixadora Maria Nazaré Farani Azevêdo, uma biblioteca em Português. Por circunstâncias diversas, a biblioteca deu lugar a um Sebo Popular, onde o público pode trocar livros e assim, desta forma, ter acesso democrático à literatura. O Sebo do Consulado tem sido visto com muita simpatia pelo público que apreciou a ideia e lá tem ido buscar leituras. Temos a satisfação de acompanhar a evolução do setor cultural do Consulado e ver que a população brasileira em Genebra tem sido bastante receptiva a todas as propostas lá realizadas. Também, além da parte cultural, projetos sociais e educativos têm tido sucesso e um excelente retorno.

Falando agora de nosso próximo número, que será uma edição especial, temos a satisfação de dizer que as inscrições superaram nossas expectativas em quantidade e qualidade.

O tema, intitulado O Lado Escuro do Ser, propõe-se a tratar de emoções escondidas, de violências diversas, dos pecados capitais, das lutas interiores, enfim, daquilo que nos assombra e que traremos para a luz. Os participantes da edição foram criativos, inspirados e enviaram textos ricos e profundos. Dores foram expostas e lágrimas lavaram muitas linhas.

Enquanto aguarda a edição de junho, que virá plena de emotividade no final de maio, aproveite este número alegre e colorido! Tenho certeza que você apreciará os poemas, contos e crônicas aqui publicados. Agradecendo sempre a leitura dos amigos, deixo com vocês mais esta edição e apenas digo: até a próxima!

 

Pra ler:

 

 

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta