Poemas

LOBO MAU E CHAPEUZINHO

Lobo mau à espreita na esquina

espera a menina.

Ela demora, vinda dos passos lentos

de quem não tem pressa…

sua alegria não cessa

vê-se em seus movimentos.

Lobo mau ansioso aguarda vilão

ele já tem a arma na mão.

Chapeuzinho vermelho vai chegando aos poucos

vem de longe carregando sua história

vem trazendo cantos na memória

enquanto canta, vive os sonhos loucos…

Lobo mau nem sabe ou se esqueceu

que com o tempo ela cresceu.

Na caminhada transformou-se em mulher

engoliu sapos que eram príncipes transformados

vomitou agonias de sentimentos mal vivenciados

que na vida não se tem e faz só o que se quer…

Lobo mau atem-se ao conto antigo

espera o alimento que é seu melhor amigo.

Chapeuzinho vai chegando e sorrateira

de longe enxerga a sombra do inimigo feroz

adivinhando o destino que a espera atroz

sobrevivência: é ela ou a fera matreira!

Lobo mau prepara-se para o ataque mortal

não haverá caçador para salvá-la no final…

Ela então fica frente à frente com o bicho faminto

e então sorri, decidida, forte e sem medo

que hoje ela revela o seu maior segredo

a arma que carrega em si é seu instinto…

Lobo mau vê o sorriso e não entende nada

a presa não parece nem um pouco amedrontada…

Desprezando a força de quem lhe quer o mal

ela usa a arma que traz na cintura preparada

mata o lobo com uma só facada

deixa-o no chão com a fome, o desejo e tal…

Lobo mau sucumbe à dor no chão caído

foi a surpresa que o fez ainda mais traído…

 

Imagem by  Orwald

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta