Desvarios

SOBRE ASAS E PALAVRAS

Não se arranca as asas de alguém que as têm na alma, e não no corpo. As asas são invisíveis aos olhos daqueles que não têm em si uma aura de amor, esta energia única que compõe o universo e todos os seus seres. Como as asas, a voz tem seu poder. Através dela, de seu som bendito, o pensamento se faz matéria e se propaga. E a escrita são palavras que têm asas! Todas as palavras que escorrem da alma e se esparramam pela vida, em sussurros, em gritos, declarações de sentimentos e brados de guerra.

As asas das palavras não são invisíveis, mas têm o poder da liberdade que lhes concede a emoção e o direito de existir. Possa a palavra voar sempre, sempre e cada vez mais longe, sobre muros, sobre mares, sobre cabeças e corações. Seja a palavra a ponte e jamais o abismo.

 

 

Imagem by Amber Avalona

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta