Poemas

QUANDO NÃO TIVERES MAIS VOZ

Vai haver um momento onde tua voz irá calar.

Sentirás uma vontade imensa de falar

mas nada sairá da garganta…

tua garganta estará presa, afogada.

Teus braços vão querer se mover.

Desejarás usar as mãos para lutar ou abraçar

no entanto sentirás que a prisão se agiganta…

teu corpo estará contido, abusado e esquecido.

Não haverá uma caneta sequer para escrever

tuas ideias, teus pensamentos e tuas opiniões.

Quando ergueres a cabeça para melhor ver…

o que verás serão apenas boas ilusões.

Em teu silêncio, tua mudez nem será absurda

a vida a tua volta estará inteiramente surda.

Sentirás a agonia dos comportamentos indecentes

tocar tua vida bem mais perto do que pressentes…

Vai chegar o instante em que teus olhos irão se abrir

no desespero tudo o que desejarás será partir

porém pássaro engaiolado não canta

não voa, só faz enfeitar quintal junto com planta…

Desejarás tanto outras oportunidades para viver

e então te darás conta da culpa de quem fez acontecer

e ela estará em tudo o que te encantou e encanta…

Te esperá o desespero e sentirás o peito doer

arrepender-se nada trará senão a ti bem mais sofrer

que do silêncio ninguém mais te levanta!

 

Imagem by Geralt

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta