Poemas

FAÇAM SILÊNCIO PARA AS PALAVRAS

Silêncio!

Há palavras sendo ditas agora mesmo

em voz baixa

nas igrejas

nas ruas

nas casas improvisadas

nos campos

nos recintos mais fechados!

Não deixem o sino tocar

nem aviões decolarem…

não permitam aos carros os ruídos

e nem mesmo aos pássaros o canto!

Silêncio!

Escutem as palavras que conseguiram vencer

a eternidade do pensamento e da razão

e agora surgem libertas

começam ser ditas em voz alta

nos templos

sob as pontes

nos lares

nas ilhas

nos lábios dos condenados!

Façam silêncio!

Respeitem as palavras

ouçam as palavras

repitam as palavras

escrevam as palavras!

Guerras demais já foram feitas

batalhas demais realizadas

tanto de gente atemorizada

tanto de gente sacrificada!

Silêncio!

Que as palavras surgirão…

elas só precisam do teu silêncio

para brotar da escuridão…

 

Imagem by Nuno Martins

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta