Blog

A PRESSA… OU NÃO…

A silenciosa pressa que nos dá a vida quando percebemos o passar do tempo. Começamos a caminhar mais rápido, como se desta forma desorientássemos o destino. Na verdade, tudo pede calma. Um passo, outro passo, descanso, descaso com certas coisas também. De nada serve partirmos loucos, apressados, nos fazermos poucos diante do que poderia ser o ápice. Beber do cálice vivo do universo, sentir a embriaguez e se deixar levar, sem o temor da consciência. Viver, em pleno estado de demência marginal. Para no final, quando da obviedade e inevitabilidade de entregar o corpo, apenas deslizar de dentro dele, como de uma roupa leve e voar. Sem se apressar, sem correr. Então o voo será alto e longo, sem estradas e sem roteiro. Um ser inteiro rumo ao infinito. De felicidade um grito, pouco importando se encontrado o céu ou o inferno. Depois, tudo será o eterno.

Imagem by Unsplash

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta