Poemas

PREENCHENDO LACUNAS

Deito.

O corpo sob o teu

o olhar sobre teu corpo

teu corpo que cobre o meu…

Lábios secos, seca a sede

engasga as palavras…

e elas saem atrapalhadas

sussurradas

em meio a meio sorriso

disfarçando o óbvio:

apaixonada está

a vontade de estar

só aqui…

Celas abertas, liberdade total

incondicional

mente

a mente desligada

e o coração que bate

cada instante mais forte.

Mãos são arte.

E cada pedaço de nós

se revela e desperta…

a fome aperta…

Suor escorre…

perfume

vibrante

de nem mais ser…

ou ser parte

de um.

Leito.

Nossos corpos esticados

lado a lado

molhados…

e o calor da gente

invadindo o mundo…

em segundos,

uma nova estação:

comoção!

Traduções não tem efeito

no sentimento perfeito

da paixão.

 

Imagem by Aurore

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta