Poemas

DEPENDE

Sorriso corta ou remenda?

Silêncio corta ou remenda?

Palavra corta ou remenda?

Lágrima corta ou remenda?

Sorriso alivia ou transtorna?

Silêncio incomoda ou ajuda?

Palavra encanta ou maltrata?

Lágrima afoga ou lava?

Sorriso alegra ou ataca?

Silêncio esgota ou acalma?

Palavra consola ou perturba?

Lágrima apazígua ou piora?

Sorriso enfeitiça ou revela?

Silêncio enuncia ou oculta?

Palavra apodera ou transforma?

Lágrima desgasta ou saneia?

Sorriso ilumina ou preteja?

Silêncio anuncia ou disfarça?

Palavra provoca ou amaina?

Lágrima perdoa ou condena?

Sorriso engana ou incendeia?

Silêncio estraga ou afaga?

Palavra ameniza ou escancara?

Lágrima suaviza ou desgosta?

 

Perguntas são infinitas e tudo sempre depende de quem. De como. De quando. Porquê também. Às vezes. Mas tudo sempre depende. Tudo ou nada. Um pouco. Depende. Do tom, da interpretação. Do jeito e da motivação. O que levou a… ao… depende. Sempre depende…

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta