Poemas

ESCOLHA DE CAMINHOS

Porque há caminhos que não terminam

outros ainda que se dividem em tantos!

Porque há caminhos que enganam

e outros que levam a lugar algum…

Porque há caminhos duros, pedregosos, perigosos…

e outros mais floridos, ensolarados, claros…

Porque há caminhos curtos, como atalhos

e mais outros que de tão longos nos vêem envelhecer!

Porque há caminhos em meio a muros, paredes, penhascos

outros tantos que desfilam em meio à relva, árvores, edifícios…

Porque há caminhos, sejam eles como forem

porque há caminhos não importa aonde forem

porque há caminhos temos opções.

Podemos escolher por onde ir

podemos escolher nem mesmo ir

podemos partir ou ficar.

Porque os caminhos guardam neles pontes

sobre rios que afogam.

Porque os caminhos reservam surpresas

que podem ser realizações.

Mas só quem anda, quem segue, quem vai

saberá aonde vai o caminho.

Quem escolhe ficar nunca saberá.

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta