Poemas

SOB CERTAS CIRCUNSTÂNCIAS

Sinto a perenidade do tempo

refletida na vida.

Um espelho sincero

muitas vezes cruel.

Sua verdade não é o inferno

mas, tampouco, o céu.

Linhas enterradas na pele.

Lágrimas soterradas sob sorrisos.

Eu ainda preciso

de sonhos para viver.

Sonhos dourados de mentira

apenas imaginados para ser feliz…

onde a perfeição reina.

E então, por um triz…

não chego a realizar…

o perfeito só vive se acabar…

Apago tudo como num quadro

escrito com desejos e giz…

Como mensagens passageiras

deixadas e esquecidas na areia

e levadas pelo mar…

 
A felicidade é a convivência pacífica com o tempo!

 

Imagem by erijohnsonn

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta