Poemas

SOU EU MESMA EM TUDO O QUE SOU

Pois eu não seria eu mesma

sem tudo o que vivi, vi, venci, perdi.

Tudo: o que eu gostaria de esquecer

O que eu já esqueci

O que eu gostaria de lembrar

O que eu lembro sempre…

As memórias que eu construí

pela falta delas…

Os esquecimentos que finjo existir

pela necessidade deles…

Sou quem sou por ter lutado até aqui

para me manter em pé

diante de situações e gentes

que desejaram minha queda.

Sou quem sou por ter sido amparada

e mantida em pé

por situações e gentes

que me amaram e me deram a mão.

Sou a construção de momentos

sou a desconstrução de outros momentos

Sou a soma de todos os meus valores

de todas as minhas palavras ditas, escritas, caladas…

de tudo o que consegui fazer, das coisas que fiz acontecer…

Sou meus medos, minhas esperanças e meu desassossego…

Sou meus segredos, minhas andanças e meu desapego…

E não, eu não seria a mesma

sem tudo o que senti, tudo o que fiz, tudo o que deixei de fazer.

E por ser quem sou, sou agradecida.

A mim, ao universo e aos que por mim passaram e passam.

A vida segue, rio que ela é.

E eu sigo junto, peixe que sou.

Nadamos juntas…

 

Imagem by Public Domain

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta