Poemas

PEQUENOS VERSOS SOBRE A DESPEDIDA

 

Parto normal.

Normalmente parto…

sem me despedir.

 

Sem beijo e nem abraço…

parto sem despedidas.

Meus olhos chorarão depois.

 

Despedidas no portão

de partir o coração.

Cesarianas da vida.

 

Dizer adeus não custa nada…

quando é só um até logo sem reviravoltas…

Mas adeus é alma condenada

quando se sabe que não haverá volta…

 

Me diga adeus. Por favor.

Mas não parta para sempre

sem que eu saiba desta dor.

Se é para sofrer…

deixa eu sofrer imediatamente

e não depois e para sempre!

 

Foi-se assim tão em silêncio…

não avisou com antecedência

que a volta era para outra existência!

 

No momento certo eu direi: adeus!

Mas antes deste instante chegar

há muitas estradas a cruzar…

há muito para compreender entre a terra e o céu!

 

Despedida.

Coisa dura e sempre sentida

pelo coração…

Que poderia se afogar na tristeza

não fossem as lágrimas

que os olhos choram!

 

 

Sintam-se beijados. E abraçados.

Que eu vou indo sem demora.

Hora de ir embora!

 

 

Imagem: Domínio público

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta