Blog

A FLOR DO TEMPO DA POETA ANA CASANOVA

A poeta angolana radicada em Genebra lançou ontem na Livraria Camões (Genebra) seu sétimo livro de poemas, lindamente intitulado “À Flor do Tempo”.

O livro foi especialmente apresentado pela professora Regina Correia, vinda de Portugal para a ocasião e também para o evento da Associação Laços (Feira do Livro e Festa Lusófona) que acontecerá neste fim de semana e tem a organização de Ana Casanova, José Sebastião e José Lopes entre outros.

O espaço da Livraria Camões, de propriedade de Antonio Pinheiro, estava lindamente adaptado para receber os seletos convidados presentes. Regina Correia apresentou, além do livro de poemas de Ana Casanova, uma prévia da antologia da Associação Laços intitulada Mulheres do Mundo/Femmes d’ici et d’ailleurs, livro este que compila poemas de autores de Língua Portuguesa de diversas nacionalidades e também autores francófonos suíços, todos unidos em torno do tema Mulher.

Foram feitas leituras de poemas da antologia e do livro de Ana Casanova. Aliás…

Falar dos poemas de Ana é sempre pouco, pois a poeta escreve como seu mais profundo saber: aquele que vem do âmago de seu coração africano e que se partilha entre sua África de origem e a Europa de sua adoção. Ela, que já em seus outros livros, demonstrou que a poesia lhe flui como um rio de emoções descendo ao mar, neste superou-se, se isto é bem possível. Seus poemas tocam a alma do leitor, dão a ele a graça das interpretações pessoais, mas mantém uma identidade que devolve à autora cada linha escrita e lida por quem se deixa apaixonar por sua poesia.

Abaixo, transcrevo dois dos belos poemas de Ana Casanova, desejando a ela sucesso sempre!

 

DESENCANTO

 

Palavras mortas
Vazias, amarrotadas
Que morrem secas
De tanto serem usadas
Por bocas ocas!
(Página 63)

 

E ainda…

 

VADIOS

Sentimentos vadios
Que não calo.
Perguntas e repostas
Sem freio no sentir
Divagam apenas emoções
Nos ventos do destino.
(Página 33)

 

As fotos neste post são de autoria de José Lopes.

 

11057357_903982002989708_7505539519507840683_o    11057372_903982226323019_7678214635184119584_o    12091396_903983292989579_1609743596691120422_o    12119981_903983146322927_4043695929184183591_o 12182522_903982052989703_7984376899517035083_o    12185140_903982406323001_3917332823021884850_o    12185574_903982302989678_4205302201468688071_o    12186756_903982486322993_3180102362667315201_o 12187955_903982136323028_8476557186138911763_o      12195116_903982792989629_5333061459123663672_o   12191215_903981599656415_6599321481031664608_o   12185568_903982132989695_7170406204069792116_o

Você pode gostar também de

2 comentários

  • responder
    Ana Casanova
    1 novembro 2015 em 2 h 28 min

    Querida Jacqueline, muito grata por esta surpresa. Acredite que foi mais um momento de muita emoção.
    Um abraço imenso, cheio de calor Africano.

  • responder
    Maria (Nilza) de Campos Lepre
    31 outubro 2015 em 9 h 10 min

    O evento parece ter sido um sucesso. Que este se reflita na venda de seus livros. Amei os dois poemas.

  • deixe uma resposta