Poemas

SEM MAIS NEM MENOS

Gosto de inventar
palavras
Portas que me abram
novos mundos
ovos surpresa
segundos
imensos
sem luz acesa.
Gosto de escutir
não de escutar
Convertir conversas
Da boca dos outros
para os meus ouvidos
lá do coração
sem pressa, bem louca
monstros e gemidos
Eu gosto de brincar
Com os sentidos
Infinitamente
ser a esperança
o tudo, a coisa
mais sonhada
criança tonta e
displiscentemente
Gostar de ti
tanto e tão forte
que tua imaginação
nem poderia ver
desconhecida
criatura
sensação
desprotegido ser
esperado no
meu coração.

 

Imagem by Derrick Tyson

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta