Poemas

INESGOTÁVEL

Se me tocassem os teus lábios doces

Na imensidão da madrugada solitária

E fossem só as emoções a indumentária

Se o mago e o príncipe meu homem fosses

Se me tocassem tuas mãos bem rudes

E me fizesses ser o transcender vazio

Me amando a alma e o corpo em pleno cio

A esquecer as leis das atitudes

Se me tocassem teus desejos, tua inspiração

Divino e louco ser dos meus encantos

Me cobriria com o teu prazer em mantos

Me soltaria toda em múltipla paixão

Mas se transformassem em realidade crua

Num dia de filhas caindo, outono

Eu deixaria tudo, seria eu o abandono

Sem teus toques eu estaria nua.

Não tens um nome, imagem fugidia

Que percorre os meus longos devaneios

Mas te sinto tanto e aos teus anseios

Que chegas a aquecer minha alma fria

Cerro os olhos e vejo-te ali

Me abraças, tomas, sem consentimento

E te dedico todos os momentos

Sou vida e vivo porque penso em ti

Sombra tão tênue a esvoaçar liberta

Trilhando as dores, semeando ardor

Não chamaria a ti de poesia, amor

Mas de paixão de portas entreabertas

Não és o herói que aguardo e venero

Não és tampouco o vilão, bandido

Mas me despertas todos os sentidos

Nada te digo, simplesmente espero.

 

Imagem by Jeanny

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta