Poemas

SABIAS DE MIM E EU TAMBÉM

Sabias bem
do sonho que tive, meus olhos traiçoeiros te contaram…
e mesmo assim sorrias…
Sabias tão bem
que não poderias chegar tão perto de mim
sem que acontecesse o inevitável:
o aniquilamento total dos sentimentos seguros!
Mesmo assim tua impertinência e tua loucura
vieram… e devastaram…
invadiram… e levaram…
tudo o que eu tinha
o que eu nem poderia
e o que eu talvez pudesse
e nem quisesse…
Ah, sabias tão bem, tão bem…
minhas mãos trêmulas e o tremor também tolo dos lábios sem palavras…
Sabias bem o que aconteceria!
E aconteceu…
O mundo mudou, tornou-se nosso
e foi tudo de uma química perfeitamente instável:
explosão
de paixão
para todos os mal contados
lados!

 

Imagem by Jeemy Blanchard

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta