Poemas

A ÁRVORE E O POETA

O poeta, hoje com as palavras guardadas
no bolso, na gaveta e mesmo só na mente
reverencia aquelas por ele tão amadas
e que em vida lhe dão sombra em dias quentes…

Pois além de solidárias e companheiras
são elas ainda que lhe dão os frutos
amadurecendo em seus galhos toda a feira
e entregando o amor como tributo…

O poeta hoje não escreverá, deixará pairar palavras no céu…
Pois a árvore só depois de morta é que lhe dá o papel…

 

Imagem by Renaud Camus

Le Jour ni l’Heure 8252 : entourage de Jean-Victor Bertin, 1775-1842, Femme lisant sous un arbre, c. 1825 (?), musée Bossuet, Meaux

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta