Poemas

LÁGRIMAS DE ADEUS

Na nascente dos teus olhos
um rio de lágrimas.
Gota a gota desliza pela face
a tristeza inteira.
Escorre lentamente, uma após a outra…
uma após a outra…
uma após a outra…
e pelo rosto vai se formando
uma cascata
da água límpida
que o coração,
agoniado
afogado…
libertou sem querer…
Um choro doce.
Um choro amargo.
Melancolia…
se sentir o fundo do poço
de se sentir entre a pele e o osso…
As águas que brotam dos olhos
são tão íntimas…
são ínfimas partes do sentimento maior
de não mais pertencer.

 

Imagem by Miss Cartier

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta