Desvarios

PENSANDO ALTO

O SAPO

E o sapo perdeu mais uma oportunidade de ficar de boca fechada. E morreu de barriga cheia e boca aberta e feliz.

 

LONGE E DISTANTE

Quão longe é possível enxergar em sua própria existência sem oferecer para si mesmo… a desistência?

 

VIVER SEM PENSAR

Viver é estar na vida, ser vivo, estar vivo, estar com a vida, com os vivos, ser apenas, não pensar em ser ou pensar faz deixar de viver?

 

A MORTE E A  MELODIA 

Presumo que não haja silêncio após a vida. Se houvesse, por que deveria morrer, diabos, enfim, o cidadão que dali do bar saiu cantando? Seriam ironias ou maquiavelices do dito destino, levá-lo a um enfado que na vida não conheceu? Pois não creio. A vida anda sempre bem armada. É mais forte e mais bem preparada do que a morte. Se aqui a melodia alcançou o céu, ah!, podes crer tu que também que caminhas logo atrás, depois também ela haverá de alçar os ares. E vibrar, vibrar, vibrar!

 

PLENA

Os dias vão passando e cada um que passa vai me fazendo sentir que posso ir me desfazendo de mais e mais coisas. Como num strip-tease lento e sensual, caminho pela vida e certas importâncias perdem-se, certos desejos deterioram-se e alguns sonhos, em detrimento de outros, são deixados para trás. Vou querendo cada vez menos coisas ao meu redor e vou abrindo os olhos para cada vez mais cores. Passo a passo sigo preenchendo o vazio dos que não libertei com as vozes que ultrapassam meus vidros. Quanto mais nua, mais plena. Quanto mais nua, mais leve. Chego a pensar que um dia destes ao abrir os olhos, ao invés de colocar os pés no chão, vou simplesmente abrir as asas

 

INTERROGAÇÕES

Quantos passos damos para frente sem ao mesmo tempo dar vários para trás? Nossos pés seguem a direção escolhida pelos olhos, lá vamos nós. Mas, enquanto isto, por onde andam os nossos devaneios? Quantas lembranças nos fizeram dar vários passos para um lado e para o outro sem necessariamente ir na direção primeira? Quanto de nós permaneceu num presente que não mais ali está e quanto seguiu em frente?

 

ESPELHO QUEBRADO

Aspectos de mim se refletem… naquilo que não sou mais…!

 

FAZER PARTE

Combater os movimentos, lutar contra os ventos ou contra a maré. Isto é viver. Qualquer outra coisa seria abandono. E abandono todo mundo sabe para onde leva…

 

O MOMENTO DE DEIXAR SAIR

Este é o momento ideal pra xingar a mãe (ou melhor a família inteira) de todo mundo que passar por perto, jogar alguns objetos longe e…. escutar umas quinhentas e oitenta e sete vezes a mesma música que com certeza vai ter te “tocado” fundo neste mesmo dia… e somado com outros!

 

A CERTEZA QUE COMPLICA

Ontem eu me acordei com a sensação (nítida) de que tudo acontece exatamente no momento em que tem que acontecer. Sei lá sei já pensei isto antes ou não. Só sei que ontem passou na minha cabeça como se fosse a coisa mais normal do mundo e aí, sem mais nem menos, entendi um monte de coisas que eu ainda não tinha entendido. Da minha vida, eu tô falando da minha vida, claro. E também um pouco do mundo. E das pessoas. Mas se eu for explicar vou me complicar. Acho que já compliquei. Parei.

 

Imagem by Hans

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta