Desvarios

PENSANDO ALTO…

Que os dias se acalmem… e não passem voando. Que caminhem, que andem minuto por minuto, que se deixem desejar, que permaneçam. Que os dias não se afolem, não saltem, não corram… Que venham lentamente e nos permitam vivê-los intensamente!

 

Um olhar adiante
leva-me com ele
e num instante eu entrevejo o futuro…
E nele enxergo exatamente
o momento presente
que deixei de viver pensando no que seria se…

 

Certezas
são como frutas:
maduras são melhores!

 

Todas as respostas, embutidas nas perguntas, se questionam infinitamente.

 

Nada em mim é absoluto.
Sou relativa…
incondicionalmente
relativa.

 

O que é suficiente? O que é pouco ou o que é demais? Que linhas definem o que é o que? Quem define: nossa vontade, a necessidade…?
Como saber parar? Como conhecer os limites? Como não pecar pelo excesso? Como não padecer pela falta?
Questões…
Talvez felicidade seja apenas um olhar a mais sobre algo que você nem olha mais…
Precipícios não são princípios de quedas. São alertas para que observemos melhor o caminho que escolhemos.

 

As pernas cansadas denunciam um cansaço que vai além: ele vem do fundo e transparece mesmo nos olhos. As mãos se erguem poucas para o que deve ser feito e não pedem nada mais. Há que se compreender que o cansaço toma a alma antes do corpo. A mente antes do corpo. E só depois se revela, transpirando pelos poros.

 

Minhas ideias fluem no rio incessante de meu pensamento. Algumas conseguem sobreviver, nadando incansáveis para a praia da mente onde descansam. Outras adormecem e jazem pelo caminho ao perceber que o futuro em nada lhes pertencia. Das ideias vitoriosas, brotam flores inefáveis de palavras que alcançarão o mundo através do papel que as recebe. Alcançarão o mundo… seja ele do tamanho que minha vontade o criar!

 

Faça as pazes com a noite. Deixe a noite ser quem ela é. Deixe esta mulher viver além do seu dia. Quem vive sem a noite não conhece a beleza do brilho de uma estrela. E quem não se permita iluminar sob o brilho da estrela, não conhecerá outras versões de sua sombra. Faça as pazes com a noite. Ela também é você

 

Imagem by Gromovataya

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta