Desvarios

ME DEIXEM ADORMECER

Me deixem adormecer, deste sono lento que permite tantos, tantos sonhos… me deixem encostar a cabeça aqui mesmo, esticar as pernas, descansar um pouco.

Quem quer diferenciar o que quer que seja? Quem? Estou buscando o sono tranqüilo, o sono dos exaustos, dos sem causa, dos deserdados da vida.

Me deixem dormir em paz. E quando eu dormir, não me acordem. Não me chamem. Se a fome me chamar, se eu quiser vou só. Se a sede me chamar, se eu tiver vontade, levanto e vou. Se qualquer outra coisa me chamar eu decido.

E se eu resolver levantar, me deixem passar em silêncio. Provavelmente será só uma crise de sonambulismo.

 

Imagem by Juz Andy

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.