Poemas

A SENHA

Busco a senha,
A permissão de entrar sem risco
A palavra sem a qual tenha
Que manter-me longe…
Busco a chave,
O meio formal de entrar sem risco
O objeto sem o qual o entrave
Obrigue-me a ficar longe…
Busco e acho tudo
Mas desisto.
De que me serve tudo isto
E ser obrigado a ficar mudo?

 

Imagem by Russell Reno

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta