Poemas

SANGUE DO VIVER

Lágrimas não secam.

Coagulam,

como o sangue se defendendo…

Congelam,

como a água diante do frio…

Escorrem

e a marca vai ficando,

vai ficando a sensação

de pesar,

do gelo.

Depois, o tempo vai.

Mas assim mesmo

um simples toque

sobre a ferida

e elas brotam dos olhos…

Vertendo incessantes,

tristes,

despejando da alma

a dor.

 

Imagem by Foundry

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta