Poemas

ÁGUAS DA MINHA VIDA

Olho as curvas que chegam do horizonte

E que se jogam brancas na areia cálida

Acariciadas pelo sol da primavera…

Elas trazem consigo a minha vida.

 

Olhos nas águas que cantam revoltas

Brinco, mimos de sonho, como criança

Amamentada pela chuva do outono…

Estas trazem consigo a minha vida.

 

Não fosse hoje ou amanhã, seria ontem

E minha face alegraria mesmo pálida

Só de saber, mesmo distante, que ainda eram

As águas da minha vida.

 

Corpo tão preso mas a alma solta

Dentro guardada vive a esperança

Poder tocar, sentir o abandono

Das águas da minha vida.

 

Imagem by StockSnap

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta