Poemas

INCONSCIENTE INCONSCIÊNCIA

Eu tenho toda minha vida lá, como uma árvore e seus galhos, para observar durante as estações. Difícil foi me olhar inteira e me perceber uma árvore, já que havia toda uma floresta que me cercava. Mas que beleza, que alegria, que maravilha, ver o verde, o azul, e todas as cores que se misturavam como sobre o pincel de um artista que funde suas virtudes numa tela vazia…

Vem, vem aqui meu tesouro, meu inconsciente

Vem, não te envergonhes, vem somente.

Eu gostaria de te conhecer melhor, saber quais os mitos

Tu abrigas em teu imenso oceano de vida.

Não me escondas nada, não me digas nada.

Faz melhor, deixa-me ver as coisas que eu sinto obscuras e querem sair de dentro…

Todas as verdades que me habitam o fundo…

Me conta…

Eu quero ser uma, mesmo que isto signifique…

Unir todos os seres que eu sei, eu sou…

Enfim, de que me importa viver o lado mau e o lado santo.

Se de qualquer maneira depois eu acabarei

por sair buscando depois estas qualidades e defeitos em outras pessoas.

 

Imagem by Comfreak

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta