Poemas

DESENCANTO

Pois foi assim, sem querer, por não saber, nem mesmo ver…

Assim porque o tempo passou até não mais se perder…

Já não eras para mim quem foste.

Tua imagem não me dizia tanto

quanto tua lembrança me dizia.

Impressiona perceber como a memória é forte, inventiva, criadora de ideais…

Mas eu te vi ali, talvez mesmo o mesmo… talvez nem mais o mesmo…

apenas a imagem se mostrando igual a sempre…

E assim senti o desencanto.

Me percebi fora do conto de fadas, completamente distante do sonho passado,

aquele sonho de embalar sonos e dias nublados…

Me senti imune à tua presença.

 

Preciso ainda me imunizar contra o teu cheiro, contra tua voz, contra o teu sorriso.

Nada disso sai da cabeça e sei que o reencontro pode ser fatal…

passam-se os anos e a vida passa.

Deveria passar também este nó no estômago.

 

Imagem by  SandyManase

Você pode gostar também de

Sem comentários

deixe uma resposta